Ferramentas de controle de qualidade são apresentadas no Congresso SET 2015

Controle é elemento chave para o monitoramento e sucesso do negócio

Juanchy Mejia (Interra Systems)

Juanchy Mejia (Interra Systems)

Nesta terça-feira (25), o tema “Controle de Qualidade” foi abordado pelo Congresso SET, na Expo Center Norte. Com moderação do gerente de Engenharia da Empresa Brasil de Comunicação (EBC) e diretor de tecnologia da SET, José Antonio Garcia, o painel contou com os palestrantes Emerson Perez (Bridge Technologies), Juanchy Mejia (Interra Systems), Gustavo Guimerans (Centro de Ensayos de Softwares – CES) e Eliésio Silva Júnior (Tektronix).

O gerente de desenvolvimento de negócios da Bridge Technologies, Emerson Perez, deu início ao painel dando enfoque no futuro do monitoramento de live stream de vídeo digital. Ele mostrou a origem do monitoramento, explicando que antigamente, a ênfase era dada nos componentes individuais. “Hoje, a abordagem do monitoramento não é mais específica para dispositivos, mas específica de sistemas,” afirmou.

O gerente explicou que essa mudança ocorreu devido a diversos fatores como o aumento de fusões empresariais, distribuição de conteúdo global, digitalização da tecnologia e proliferação de plataformas diferenciadas.

Perez, disse que antigamente, o monitoramento era feito para detectar erros V/A e gerar alertas, mas “atualmente, os dados adquiridos no controle de qualidade fornecem uma compreensão mais profunda da mídia que está sendo monitorada.”

Eliésio Silva Júnior (Tektronix)

Eliésio Silva Júnior (Tektronix)

Ele ainda disse que os broadcasters “precisam pensar ‘fora da caixa’, precisam pensar numa nova forma de monitorar conteúdo,” e que a solução é criar “ferramentas de visualização interativas, acessíveis e produtivas para inspecionar todos os dados com cuidado”. Perez concluiu afirmando que “o futuro do monitoramento está nos sinais OTT para dispositivos múltiplos.”

Juanchy Mejia, diretor de vendas no Sudeste dos Estados Unidos e da América Latina da Interra Sistemas, falou sobre os file based workflows explorando a ferramenta de QC (Controle de Qualidade). Ele explicou que esta é a única ferramenta que “no seu fim, tem vários alvos do conteúdo para analisar,” e também mostrou o funcionamento da mesma. Ainda ilustrou sua palestra com exemplos de sucesso do uso de QC no Brasil.

O representante da Interra também explicou que somente a ferramenta QC pode fazer trabalho que humanos não conseguem fazer. Juanchy Mejia, por fim, indicou que “File based QC será o melhor amigo das broadcasters.”

Gustavo Guimerans (Centro de Ensayos de Softwares – CES)

Gustavo Guimerans (Centro de Ensayos de Softwares – CES)

Dando sequência as exposições, o gerente geral do Centro de Teste de Software (CES), Gustavo Guimerans, apresentou experiências de DTT e mostrou brevemente os serviços de sua empresa, importante para o desenvolvimento da televisão uruguaia. Ele também mostrou o cenário dos padrões de seu país e os principais objetivos do software de monitoramento DTT.

O gerente de distribuição e contas da Tektronix, Eliésio Silva Júnior, conclui as palestras da tarde desta terça-feira explicando os diversos aspectos envolvidos no controle de qualidade. Fazendo interações com a plateia, ele comprovou que o olho humano não é capaz de executar o controle de qualidade sozinho. “Para uma boa verificação de qualidade é preciso unir dois mundos: o objetivo e subjetivo, já que as máquinas não estão 100% certas, nem os humanos estão 100% certos”, explicou.

Ele também apresentou os principais problemas encontrados no vídeo e áudio e abordou como aplicar a tecnologia em todos os pontos do workflow para melhor desempenho. Ao fazer relações do controle de qualidade analógico com o digital, Silva afirmou que “o modelo analógico ainda é o que sustenta a indústria televisiva” e que “nós[humanos] não somos seres digitais, mas seres analógicos.”  Sendo assim, “a TV Digital traz a necessidade de ferramentas de análise muito mais objetivas que para a analógica.”

Silva ainda explorou baseband, sinal de qualidade, erros de lipsync, lei de Loudness, e compressão – com destaque para buffer. Ele encerrou o painel fazendo a diferenciação entre qualidade de serviço (satisfação dos experts) e qualidade de experiência (satisfação do cliente).

Em entrevista à Revista da SET, Eliésio Silva disse que o controle de qualidade “é fundamental no switch-off brasileiro.” Ele explicou que “é com ele que conseguimos garantir a qualidade que nossos clientes estão esperando, porque é muito dito que o switch off veio para melhorar a qualidade. Agora, que qualidade é essa? Como se garante essa qualidade? O teste de medição vem para isso.”

A 27ª edição do Congresso da SET acontece de 23 a 27 de agosto de 2015 no Expo Center Norte, em São Paulo. Este é o Congresso mais importante das áreas de engenharias e novas mídias da América Latina reunindo especialistas dos Estados Unidos, Japão, Europa e América Latina, para debater e analisar a situação atual e as principais tendências em produção, transmissão e distribuição e contribuição de TV. Na edição deste ano o foco passa pelo desligamento analógico da TV e os temas relacionados com esta transição.

SET Expo 2015

A feira será realizada de terça-feira, 25 de agosto até quinta-feira, 27 de agosto. Este ano, o SET EXPO, Feira de Equipamentos, Tecnologia e Serviços aplicados aos Mercados de Broadcasting, Telecomunicações e Mídias Convergentes espera um público de mais de 15 mil visitantes entre profissionais, empresários e executivos do mercado de produção e distribuição de conteúdo eletrônico de multimídia, incluindo TV aberta e por assinatura, rádio, internet, indústria, produção e telecomunicações.

Mais de 200 expositores, representando mais de 400 marcas nacionais e internacionais vindos de países como Estados Unidos, Canadá, Israel, Coréia, Itália, Espanha, Chile, e muitos outros estarão presentes na edição 2015. Ainda a exposição contará com pavilhões internacionais do Reino Unido, Alemanha, Japão, Argentina e Escandinávia.

Como já é costume, siga a cobertura em tempo real do Congresso e o SET Expo na Revista da SET.

Equipe Revista da SET/ProEx Unesp: Julia Gonçalves, Jéssica Dourado e Fernando Moura, em São Paulo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s