NAB 2016: Politécnica da USP apresenta projeto Global ITV

Convergência midiática e produção de conteúdo interativo são palavras-chave no mundo broadcaster atual. O projeto “Global ITV: interoperabilidade de sistemas de TV interativos e híbridos – Uma nova proposta de avanço para o futuro”, vem ao encontro desta nova realidade.

Isto é o que está sendo apresentado na feira NabShow pela equipe da Escola Politécnica da USP, liderada pelo professor Dr. Marcelo Knörich Zuffo, convidado pela diretoria da NAB para apresentar os resultados obtidos com o desenvolvimento do projeto em parceria com universidades brasileiras, empresas e entidades europeias.

O projeto foi contemplado na linha temática de aplicações e serviços de TV híbridos de transmissão e de banda larga na 2ª Chamada Brasil-EU nº 13/2012 do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), que integra o Programa de Cooperação Brasil-União Europeia em parceria com o Seventh Framework Programme (FP7).

O foco central do Global ITV foi oferecer uma plataforma de TV que propicie a interoperabilidade dos vários sistemas e padrões utilizados nos diversos mercados de televisão e, segundo Zuffo, o objetivo foi alcançado.

IMG_7642

Set-top-box do Global ITV que permite a interoperabilidade entre os diversos padrões de TV e conteúdo atualmente.

Durante dois anos, foram elaborados estudos teóricos e práticos, que resultaram em um protótipo: um set-tob-box que permite “da forma menos invasiva possível para os radiodifusores” oferecer, em suas respectivas estruturas de distribuição, conteúdo produzido em outros países e formatos, explica Zuffo.

Desta forma, uma aplicação desenhada em Ginga, poderia facilmente ser utilizada no mercado americano, por exemplo, ou conteúdos interativos baseados na internet – como o no caso europeu – poderiam rodar no Brasil.

Esta interoperabilidade tem chamado a atenção inclusive de fabricantes de equipamentos de TV, pois a necessidade de softwares para que o conteúdo de países diferentes seja executado é diminuída com o uso da caixa híbrida do Global ITV.

IMG_7647

“No entendimento do projeto Global ITV, a interoperabilidade é a única forma da TV aberta sobreviver em um mundo de extrema competição onda a diversidade de conteúdo importa”.

Zuffo, ressalta que este projeto é uma inciativa única no mundo e pode trazer inúmeras oportunidades para os desenvolvedores brasileiros.

Por Francisco Machado Filho e Fernando Moura em Las Vegas. Edição em São Paulo, Gabriel Cortez

Por Francisco Machado Filho e Fernando Moura em Las Vegas. Edição em São Paulo, Gabriel Cortez

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s