SET Centro-Oeste 2016: Soluções avançadas para transmissões de eventos esportivos ao vivo

Aumento no número de câmeras nas transmissões e necessidade de inserção de gráficos em real-time  demanda esforços da indústria

IMG_5545.JPGEm palestra na manhã desta quarta-feira (23), em Brasília, Armando Moraes (EVS), lembrou que, hoje, é raro que se veja uma transmissão esportiva com menos de  dez, doze câmeras, o que gerou um aumento na necessidade de canais nas unidades móveis.

“Um pouco antes da Copa do Mundo 2014, a EVS lançou o servidor XT-3 com oito canais. Em 2015, essa demanda foi para 12 canais. Hoje, temos o conceito de channel-max, que, utilizando uma conexão normal, consegue trabalhar com até 19 câmeras super slow em uma única caixa. A mesma caixa, hoje, faz o trabalho que duas caixas faziam em 2012. Com esse avanço, temos conseguido atender à demanda de câmeras.

“O aumento no número de câmeras para mostrar vários ângulos de um mesmo evento, incluindo câmeras com altos frame rates para geração dos super slow motions gerou a necessidade de mais canais de gravação dentro do já apertado espaço das unidades móveis. Além disso, a necessidade de inserir gráficos, metadados e efeitos em real time, para atender não só ao broadcast, mas também à grande demanda de conteúdos para vários dispositivos em multi-plataformas fez das transmissões esportivas ao vivo eventos tão ou mais complexos que as super produções de concertos, shows musicais e de entretenimento.”

Outra demanda atual para as transmissões esportivas, na opinião do palestrante, é a captação em 4K. “No NAB do ano que vem, lançaremos conexão IP interna à solução XT-4K. A linha XS-4K também terá conexão IP a partir do segundo semestre do ano que vem”, adiantou o palestrante.

IMG_5546.JPG

Linha de produtos Epsio, da EVS, oferece soluções de zoom de até 300 vezes entrando em 4K e saindo em HD

“A nossa linha de grafismos e efeitos visuais também cresceu”, lembrou Moraes. “A EVS sempre pensa em soluções que possam ser operadoras do próprio carro de externa. Com a nossa linha de produtos Epsio, conseguimos soluções de zoom de até 300 vezes, entrando em 4K e saindo em HD sem granulações e perda de qualidade, e possibilidade de recepção de metadados com o Epsio FX-Reveal, que possibilita usar esses metadados em tempo real, na tela.”

O palestrante apresentou, ainda, o que a EVS tem produzido na área de multimídia e afirmou que precisam atender, além da televisão, outras plataformas. “Em um carro de transmissão de futebol, por exemplo, temos hoje 20 câmeras chegando na transmissão de um jogo. Apenas três ou quatro realmente são utilizadas em 90% da transmissão. Quando acaba a partida, há uma infinidade de lances que podem interessar ao público. Colocamos esse material à disposição na nuvem e o usuário pode acessar, on demand. É a nossa solução C-Cast 3.3”.

SET Centro-Oeste 2016

O encontro se realiza nos dias 22 e 23 de novembro de 2016, das 9h às 18h, no Hotel Brasília Imperial (SHS Quadra 3, Bloco H, Brasília-DF).

Programação completa

As inscrições são gratuitas e podem ser feitas no site da SET.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s