Fórum SET: UHDTV – presente e futuro

A Manhã desta quarta-feira (15/04) teve uma
importante reflexão sobre as novas tecnologias de captação e distribuição de vídeo UHD.
A sessão realizada na sala da SET do Las Vegas Convention Center contou com a presença de executivos
do EBU, CEA, KBS e NHK

forum SET dia 2

Coordenada pela diretora Internacional da SET (TV Globo), Liliana Nakonechnyj, a mesa “UHDTV – presente e futuro” trouxe aos associados da SET uma visão geral sobre a estado da arte do UHD na Europa, Estados Unidos e Ásia.

A primeira palestra do Fórum SET, intitulada, “UHDTV: A experiência da próxima geração de usuários – de resolução para um pixel melhor”, se focou na pesquisa realizada pela EBU sobre os vários parâmetros UHDTV e como ela observa a cadeia completa de televisão em UHDTV.

Hans Hoffmann (EBU) explicou os diferentes paramentos da resolução 4K e como ela trabalha com a produção UltraHD e disse que neste momento a câmeras estão avançadas, as lentes estão sendo desenvolvidas, mas ainda há problemas com as interfaces, a compressão e os workflows.

Sobre a contribuição, ele disse, que é necessário estabelecer um parâmetro claro e um padrão, que deve ser o HEVC porque se bem existem protótipos ainda falta um padrão.

Hans Hoffmann (EBU)

Hans Hoffmann (EBU)

“A maior quantidade de pixeles não necessariamente é maior qualidade” comentou Hans Hoffmann explicando e analisando a resolução, o HFR e o HDR e das melhorias espaço- cores (colours space), e a infraestrutura que esta nova tecnologia oferece a indústria.

Ele afirmou que a primeira fase do processo de implantação do UHD esta concluída, e que nos próximos dois anos haverá que decidir muitas coisas, e claro, até 2020 “deveremos ter normatizado os encoders, o vídeo e as compatibilidades de áudio”.

O pesquisador do EBU disse que é prioritário ter una aproximação eficiente dos “end2end e uma eficiência na produção dos equipamentos com esta tecnologia de captação”. Tem de ser diferenciada a produção da distribuição, e estabelecer porque se produz e como se distribui. “O 8K em Europa no futuro é uma hipótese, mas neste momento é uma discussão académica que tenta desvendar se os consumidores terão ou não vontade de consumir conteúdos audiovisuais com esta resolução”.

Liliana Nakonechnyj (SET/TV Globo)

Liliana Nakonechnyj (SET/TV Globo)

A palestra “Evolução dos displays no mercado Americano”, ministrada por Mike Bergman (CEA) trouxe ao Fórum SET algumas ideias sobre tecnologia, formatos, resoluções de vídeo, conteúdo, funções.

Mike Bergman (CES)

Mike Bergman (CES)

Segundo ele, esses fatores têm moldado o mercado dos Estados Unidos para televisores e monitores, e continuam a fazê-lo.

Bergman mostrou que nos Estados Unidos, o 56% dos norte-americanos já mudaram para aparelhos de TV Digitais e a tendência é continuar a crescer a um ritmo de entre 7 e 9%. As pesquisas das equipes do CEA Market Research, disse Bergman, têm desenvolvido e apresentam informações detalhadas sobre fatores de compra do consumidor, volume das tendências e as forças de mercado. De fato, disse o executivo, entre 2012 e 2014, as vendas de TVs UHD aumentará mais de 245%.

Nessa pesquisa, se estabeleceu se as pessoas conhecem o 4K, ele disse que em 2014, 55% das famílias norte-americanas sabiam o que era, e quais os seus diferenciais, o que permitirá que aumente o market-place de TV´s OLED.

A pesquisa apresentada, mostrou ainda, que as pessoas desejam ter maior qualidade de imagem e por isso procuram conteúdos de qualidade que podem ser entregues através de serviços de OTT, e que desde 2013 o consumo de conteúdos audiovisuais só pela Internet está aumentando, enquanto o acesso por TV por assinatura e TV aberta esta caindo.

Na palestra, “UHDTV: Roadmap do 4K ao destino final 8K”, proferida por Tsuyoshi Hinata (NHK), o engenheiro japonês reafirmou que a emissora pública japonesa realizará testes broadcasting em 8K durante os Jogos Olímpicos Rio 2016 para na Olimpíada seguinte, em Tokio 2020 se realizem os jogos com tecnologia 8K.

Hinata disse que o principal objetivo da emissora é transmitir os “Jogos de Tokio em 8K” pelo qual tem desenvolvido testes em diferentes eventos, como Copa do Mundo de Futebol no Brasil, e desenvolvida uma ampla variedade de programas de esporte em 8K – patinação artística, golfe, luta de sumô, e muitos mais. Além de esportes, a NHK também se lança em outras áreas, tais como, belas paisagens, eventos históricos, dramas, fotos aéreas e fotos subaquáticas. Assim, “temos tentado estabelecer a melhor maneira de dirigir produções 8K”.

Tsuyoshi Hinata (NHK)

Tsuyoshi Hinata (NHK)

Mostrando diferentes eventos, o pesquisador da NHK, mostrou a evolução das transmissões em 8K, o posicionamento das câmeras e como estas estão sendo feitas no Japão. Ainda mostrou o completo utilizado em transmissões como, por exemplo, a realizada durante o Carnaval do Rio em 2015.

A última palestra do Fórum SET esteve a cargo de Sansung Kim (KBS) intitulada “A nova fase do serviço terrestre UHD: UHD 4K transmitido, ao vivo, via canal terrestre” descreveu a transmissão dos eventos esportivos em 4K, desde a produção local, a codificação HEVC, até a transmissão ao vivo em SFN (Single Frequency Network), assim como a transmissão IP experimental de vídeo não comprimido 4K via KREONET, rede nacional P&D desenvolvida pelo KISTI (Korea Institute of Science and Technology Information).

Kim afirmou no Las Vegas Convention Center que em Coreia 93% das pessoas tem acesso a TV digital terrestre e que depois de uma pesquisa se estabeleceu que mais do 60% dos coreanos queriam ver UHDTV através da Televisão Digital Terrestre por isso a empresa esta realizando transmissões experimentais em 4K por espectro.

Para isso, realiza a captação em 4K em uma produção ao vivo que é transmitido em real-time mediante um encoder HEVC que é transmitido desde uma estação broadcasting.”Neste momento estamos na 4 fase do processo com transmissões experimentais em 4k 60p”.

Sansung Kim (KBS)

Sansung Kim (KBS)

Ele explicou como foi feita a transmissão experimental por espectro em 4 lugares da Coreia para transmitir a final da copa do Mundo em 4K, e como hoje já é possível receber em casa um sinal de TV aberto em 4K.

Segundo Kim, ainda em 2015 será possível a recepção nas maiores cidades do país sendo que em 2018 a ideia será a transmissão dos jogos Pyeong-Chang 2018. “Em 2020 o sinal estará em todas residências da Coreia”, finalizou.

Acompanhe a cobertura completa do SET e Trinta, o seminário exclusivo da SET que reúne opinião de leaders, profissionais e empresas para discutir as principais novidades em tecnologia de broadcasting e novas mídias durante o NABShow, em Las Vegas, Nevada, nos Estados Unidos.

Este ano, o evento acontece entre os dias 13, 14 e 15 de abril, nas salas N116, N117 e N118 do pavilhão de exposições. As atividades começam sempre às 7 da manhã e terminam por volta das 9 horas, quando a feira americana começa.

Confira a programação completa em:

http://www.set.org.br/eventos_nab_programacao.asp?ano=2015 5

Por Fernando Moura, em Las Vegas

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s