SET SUL 2015: A migração da OM para FM ampliará a faixa com novas estações

Eduardo Cappia (SET/EMC)

Eduardo Cappia (SET/EMC)

A primeira palestra da tarde esteve a cargo de Eduardo Cappia (SET/EMC) que trouxe a Curitiba as novidades sobre a “Migração de OMxFM, actualização, faixa estendida FM”. Ele disse que a mudança permitiu que os radiodifusores “ganhem 60% do espectro com a mudança”.

Cappia realizou um balanço da Migração, com enfoque técnico e previsão comercial/industrial das implantações das novas FMs resultantes. Realizou algumas considerações sobre percentual das emissoras migrantes que ocuparão a faixa estendida e “o desafio da integração dos receptores veiculares, smartphones e convencionais aos 12,0 MHz de 76 a 88 MHz” e “os avisos de emergência no sistema brasileiro de rádio”.

O executivo disse que a previsão de canais FM aumentará em 25%, ou seja, umas 346 estações em regiões de alta densidade populacional e então, explicou, a forma como foi e como deve ser feita a migração.

“Estamos em um momento crítico com as contas, o custo de eletricidade aumentou 60%, o que impacta diretamente nos custos e no planejamento”, por isso, disse Cappia, é necessário entre muitas coisas na hora de mudar o transmissor, “prever a eficiência elétrica, ter acesso a estabilizador de tensão eletrônico com supressor de transientes e trafo isolador”, entre outros.

Um exemplo dado por Cappia aos participantes do SET SUL foi como as “alterações da estrutura de suporte de antena” de uma emissora realizada em novembro de 2014 em São Paulo mudou muito os custos de manutenção do equipamento. “Precisamos criar sistemas que tenham correlação de potência para poder trabalhar” sem gerar problemas a antenas posicionadas perto da antena alterada.

“Precisamos sensibilizar aos produtores de receptores de rádio “em manter  as opções de captação de conteúdo de rádio pelo AR” e “pelo celular. As pessoas não compram rádio, mas sim celular, por isso precisamos disponibilizar a antena que os celulares têm para que as pessoas possam ouvir rádio em estes dispositivos. Outras das necessidades e ver se a Apple incorpore o rádio no seu sistema iOS”, afirmou Cappia.cappia_ppt

O SET SUL 2015, Seminário de Tecnologia de broadcast e novas mídias Gerenciamento, produção, transmissão e distribuição de conteúdo eletrônico multimídia, terá importantes palestras, com destaque para o desligamento da TV Analógica, migração das AMs para a faixa FM, 4K, infraestruturas IP e interiorização da TV Digital, entre outros.

O seminário se realiza nos dias 12 e 13 de Maio de 2015 em Curitiba, Paraná, das 9:00 às 19:00H na Universidade Positivo Rua Prof. Pedro Viriato Parigot de Souza, 5300 Curitiba – Paraná, e conta com a parceria Institucional: RPC TV/Universidade Positivo.

Confirma a programação completa em:

http://www.set.org.br/eventos_regionais_sul.asp?ano=2015

Por Fernando Moura, em Curitiba

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s