Diferentes formas de armazenamento de conteúdo de mídia foram discutidas no Congresso SET

Palestrantes explicaram vantagens e desvantagens de mídia óptica, HDD, nuvem e outros formatos utilizados na indústria

 arquivamento0

Os palestrantes apresentaram vantagens e desvantagens de formatos diferenciados de armazenamento de conteúdo. Erick Soares, consultor de vendas da Sony, focou sua apresentação no armazenamento em mídia óptica. Ele iniciou sua fala explicando o aumento da demanda por armazenamento, mas existe o desafio em como fazer a preservação do conteúdo – o chamado “Dilema Digital”. Soares ainda citou a obsolescência programada das tecnologias e mostrou a inserção de TI no broadcast. “A tecnologia está atingindo seu ponto de saturação obrigando um novo desenvolvimento tecnológico”, afirmou o engenheiro.

Outro componente do painel, o responsável por instalações e suporte de sistemas de archiving com soluções de Front Porch/Oracle no Brasil, Eduardo Ferraz, trabalhou sobre segurança de conteúdo, através de controle de direitos e indicou que a demanda por storage irá quintuplicar até 2019. Ferraz apresentou prós e contras entre os formatos de armazenamento como hard disk, flash, mídia óptica e fitas. Enquanto Soares apontou a mídia óptica como melhor opção de armazenamento, Ferraz indicou a fita com melhor custo/benefício.

Ele finalizou sua apresentação com as principais problemáticas de armazenamento e os desafios da computação em nuvem – que pode ser privada, pública ou híbrida, abordando principalmente o armazenamento de mídias em nuvem.

arquivamentoA vice-diretora de marketing da AD Digital, Daniela Souza, trouxe uma visão diferenciada ao Congresso SET. Ela não focou no aspecto técnico do armazenamento em nuvem, mas sim no contexto acerca do tema. Daniela iniciou sua fala fazendo uma comparação do custo de armazenamento desde 1980 até a atualidade, chegando ao recorte do momento atual que vivemos: existe um novo padrão de consumo de conteúdo especializado na personalização.

Daniela indicou que atualmente todas as pessoas podem produzir conteúdo. Atualmente, o mercado é marcado por transformação e os competidores das emissoras não são outas emissoras, mas sim empresas que já nasceram digitais. “Preservar conteúdo ou por questão histórica ou por remonetização faz todo o sentido”, comentou Daniela quando abordou a questão de armazenamento, e expos um case de sucesso da empresa AD Digital com a TV Cultura.

Guilherme Ramalho, CEO da CIS Group, focou sua fala na recuperação de desastres, explorando as melhores mídias, codecs e formatos e proteção do conteúdo. Ramalho também apresentou as 3 fases de um projeto de recuperação de desastres (DR) e finalizou com especificações de um case de sucesso.

arquivamento1A 27ª edição do Congresso da SET acontece de 23 a 27 de agosto de 2015 no Expo Center Norte, em São Paulo. Este é o Congresso mais importante das áreas de engenharias e novas mídias da América Latina reunindo especialistas dos Estados Unidos, Japão, Europa e América Latina, para debater e analisar a situação atual e as principais tendências em produção, transmissão e distribuição e contribuição de TV. Na edição deste ano o foco passa pelo desligamento analógico da TV e os temas relacionados com esta transição.

SET Expo 2015

A feira será realizada de terça-feira, 25 de agosto até quinta-feira, 27 de agosto. Este ano, o SET EXPO, Feira de Equipamentos, Tecnologia e Serviços aplicados aos Mercados de Broadcasting, Telecomunicações e Mídias Convergentes espera um público de mais de 15 mil visitantes entre profissionais, empresários e executivos do mercado de produção e distribuição de conteúdo eletrônico de multimídia, incluindo TV aberta e por assinatura, rádio, internet, indústria, produção e telecomunicações.

Mais de 200 expositores, representando mais de 400 marcas nacionais e internacionais vindos de países como Estados Unidos, Canadá, Israel, Coréia, Itália, Espanha, Chile, e muitos outros estarão presentes na edição 2015. Ainda a exposição contará com pavilhões internacionais do Reino Unido, Alemanha, Japão, Argentina e Escandinávia.

Como já é costume, siga a cobertura em tempo real do Congresso e o SET Expo na Revista da SET.

Equipe Revista da SET/ProEx Unesp: Júlia Gonçalves, Antonio Araujo e Fernando Moura, em São Paulo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s