Rádios online ganham preferência do público de massa

O formato tradicional das rádios e conteúdos musicais vem ganhando espaço na população.

Alexis van de Wyer (AdsWizz)

Alexis van de Wyer (AdsWizz)

A rádio digital vem crescendo no mundo e, aliado a esse crescimento, surgem novos desafios para consolidá-las no meio online. A palestra “Desafios do rádio online”, contou com Marco Tulio (SET) como moderador, Alexis van de Wyer (AdsWizz), Benjamin Masse (Gerent Manager da Triton Digital) e Caue Franzon (gerente técnico e operacional da RBS).

Franzon destacou que é importante saber delimitar qual o público que se pretende atingir e buscar sempre um bom tempo de transmissão e disponibilidade de espaço e recursos para levar conteúdo de qualidade ao consumidor. “É preciso entender para atender todas as versões, pois pequenas variações definem um grupo ou nicho,” afirmou.

O executivo da RBS destacou que a recepção do público, por meio da banda larga móvel, tem crescido bastante no Brasil. Atualmente são 3406 municípios, ou seja, aproximadamente 123,6 milhões de pessoas.

Caue Franzon (gerente técnico e operacional da RBS)

Caue Franzon (gerente técnico e operacional da RBS)

No que diz respeito à distribuição, a broadcast (FM e AM) tem custo fixo, mas há limitações do ponto de vista da abrangência. Já no streaming, quanto maior a audiência maior o custo. Devido a isso Franzon levantou a questões. “Será que minha emissora comporta ter uma grande audiência (interrogação). Em relação à codificação é importante analisar algumas características do produto como qualidade, tamanho, formato de arquivo que a empresa quer trabalhar e qual a taxa latência. Na parte de produção, deve-se analisar mobilidade, custo, operação e linguagem.

Para Benjamin Masse a audiência de música vem aumentando e as emissoras tendem ao hibridismo de serviços de música online e rádios tradicionais. A maior parte do consumo é online e, consequentemente o orçamento de propaganda vem crescendo rápido.” Esse sistema programático está bem definido nos EUA e vem crescendo no Brasil. Várias pessoas têm escutado conteúdo usando celular e browsers, publicidade digital. Hoje muita gente houve rádio nos dekstops,”afirmou.

Segundo Van de Wyver, o áudio digital traz novas demandas por tecnologia, soluções para monetização, a habilidade de incluir publicidade no programa. O áudio digital se tornou um produto de massa. “Uma coisa vista como importante, agora, vemos que o áudio digital se tornou mídia de massa,” disse. Nos Estados Unidos, as rádios online captam mais tempo do público do que o facebook. Cada vez mais há acesso mais dados dos usuários o que permite que a programação do rádio fique sobre demanda. “ O que você quer, quando você quiser,” afirmou.

Benjamin Masse (Gerent Manager da Triton Digital)

Benjamin Masse (Gerent Manager da Triton Digital)

A 27ª edição do Congresso da SET acontece de 23 a 27 de agosto de 2015 no Expo Center Norte, em São Paulo. Este é o Congresso mais importante das áreas de engenharias e novas mídias da América Latina reunindo especialistas dos Estados Unidos, Japão, Europa e América Latina, para debater e analisar a situação atual e as principais tendências em produção, transmissão e distribuição e contribuição de TV. Na edição deste ano o foco passa pelo desligamento analógico da TV e os temas relacionados com esta transição.

Equipe Revista da SET/ProEx Unesp: Isaac Toledo e Fernando Moura, em São Paulo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s