Interiorização digital no Brasil

Glenn Zolotar (HITACHI KOKUSAI LINEAR) explicou que a tendência é transmissores compactos e integrados

Glenn Zolotar (HITACHI KOKUSAI LINEAR) explicou que a tendência é transmissores compactos e integrados

A implantação da TV Digital nas cidades do interior precisa de soluções que atendam aos dois tipos de rede e às várias formas de distribuição, bem como às diversas necessidades dos radiodifusores

Glenn Zolotar (HITACHI KOKUSAI LINEAR),  explicou na palestra “Redes de Transmissão Digital para Interiorização e Soluções Compactas” que o Brasil vive hoje o desafio de expandir a cobertura da TV Digital no interior, e diante deste cenário, é preciso gerar possibilidades e soluções tecnológicas compactas que viabilizem “a implantação de sistemas de distribuição de sinais e a transmissão digital, para a Interiorização Digital”.

Para Zolotar, “muitas emissoras querem utilizar a banda satelital já disponibilizada para o sinal MPEG-2 utilizado no analógico, e esta banda na maioria dos casos é de 6 MHz. A questão é que para conseguir isso teremos que comprimir bastante a taxa do vídeo HD e os custos serão altos”

Assim, uma das soluções é BTS comprimido usando a banda de 6MHz no satélite, aceitando que “a qualidade do sinal HD estará abaixo dos padrões usados nas transmissões terrestres das geradoras”, afirmou.

Outra forma, seria a distribuição terrestre, sendo que pode ser feita em “SFN com recepção terrestre usamos um GAP FILLER, onde a degradação é praticamente nula, existe uma alta tolerância à realimentação e é um sistema estável com eco até 5dB positivos”.

Ainda, explicou Zolotar, que pode usar-se micro-ondas BTS, onde a transmissão é feita com equipamentos com entradas ASI para TS (188bytes) ou BTS (204bytes), Modulação OFDM. Saída em banda L (1 a 1,5 GHz) e entrada de 10 MHz externo”.

O executivo falou dos sistemas de rádio por IP que permitem uma modulação adaptativa, gerenciamento via IP através  de interface WEB e SNMP, com equipamentos com quatro portas Gigabit Ethernet  dedicadas para tráfego, duas portas Ethernet  dedicadas para gerência, switch layer 2 que trabalha com VLAN e QoS, e limitação de taxa nas portas de tráfego.

Finalmente, Zolotar falou de soluções compactas onde os transmissores e Gap-Fillers estão integrados em Shelters, com sistema de monitoração, UPS, e ar condicionado. “De fato, a tendência é para equipamentos compactos e integrados”.

O SET Regional NORDESTE, Seminário de Tecnologia de Televisão e Multimídias, Gerenciamento, Produção, Transmissão, Distribuição de Conteúdo Eletrônico Multimídia, Interatividade, Mobilidade, Interferência, Broadcast e Broadband realiza-se em Recife, Pernambuco de 24 a 25 de setembro de 2014.

O evento espera receber mais de 200 profissionais do setor na capital pernambucana no Auditório da TV Jornal do Commercio. Conta com a parceria institucional da TV Jornal do Commercio e é uma realização da SET – www.set.org.br

Por Fernando Moura, em Recife (PE)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s