Novas tecnologias em captação 2K e 4K

Público do SET Nordeste seguiu atentamente as palavras de Guilherme Duarte (GRASS VALLEY)

Público do SET Nordeste seguiu atentamente as palavras de Guilherme Duarte (GRASS VALLEY)

Como estas tecnologias podem ser viáveis independentes do tamanho da produção e nível operacional exigido foram tema de uma das palestras da tarde do SET Nordeste 2014

As novas tecnologias de captação foram abordadas por Guilherme Duarte (GRASS VALLEY) quem explicou os benefícios e virtudes dos sistemas de 2K e 4K na indústria. Assim, explicou os principais requisitos para a próxima geração de formatos broadcast que são a aquisição progressiva, o aumento do Range dinâmico, o aumento da taxa de frames, e o gamut de cores estendido.

Com a aquisição progressiva “teremos uma performance de imagem igual ou melhor à conseguida com formatos interlaçados. Com o aumento do range dinâmico, teremos a performance de pixels melhorada e/ou as possibilidades de calculo de um range dinâmico maior. Com o aumento da taxa de frames, teremos a possibilidade de leitura mais rápida da saída do sensor sem a necessidade de consumo de energia excessivo e/ou a redução de eficiência de transferência”, afirma Duarte.

As novas tecnologias permitem, segundo Duarte, que na atualidade se trabalhe com câmeras 4K, mas ainda há muito a dizer sobre esta tecnologia, de fato “existem duas maneiras possíveis para se fazer câmeras “full” 4K. A primeira utilizando pixels menores com sensores de 2/3”; e a segunda, utilizando o mesmo tamanho de pixels em sensores maiores (Super35). Ambas as maneiras tem limitações severas e inviabilizam a produção de câmeras “full” 4K”.

Por este motivo, a Grass Valley, desenvolveu algumas soluções que incluem o uso de pixels menores em sensores de 2/3”, porque para caber quatro vezes mais pixels, os pixels precisam ser quatro vezes menores (2.5μm x 2.5μm ao invés de 5μm x 5μm). Isso gerá, segundo durante, os seguintes benefícios, “capacidade de fazer cameras com “real” 4k, com três sensores; a possibilidade de utilizar lentes 2/3”.

Finalmente, Duarte disse que a solução é “utilizar um único sensor “Super 35” 4K com um filtro para separação de cores na frente; chamado filtro Bayer onde os pixels continuam com o mesmo tamanho, mesma sensibilidade e range dinâmico”.

O SET Regional NORDESTE, Seminário de Tecnologia de Televisão e Multimídias, Gerenciamento, Produção, Transmissão, Distribuição de Conteúdo Eletrônico Multimídia, Interatividade, Mobilidade, Interferência, Broadcast e Broadband realiza-se em Recife, Pernambuco de 24 a 25 de setembro de 2014.

O evento espera receber mais de 200 profissionais do setor na capital pernambucana no Auditório da TV Jornal do Commercio. Conta com a parceria institucional da TV Jornal do Commercio e é uma realização da SET – www.set.org.br

Por Fernando Moura, em Recife (PE)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s