SET SUL 2015: Migração da rádio no Brasil

André Cinta (SET/Abert)

André Cinta (SET/Abert)

Um dos temas centrais do SET SUL 2015 foi a migração da rádio AM para FM que segundo André Ulhoa Sintra (SET/ ABERT) é a “crónica de uma morte anunciada” já que segundo ele, “já não há condições técnicas” para poder continuar transmitindo.

Cintra explicou ao público do SET SUL os pormenores da migração da AM para a FM trabalhando asetapas do processo de migração AM/FM; as premissas adotadas nos estudos de viabilidade; os critérios de otimização dos canais escolhidos; os andamentos dos estudos e cronograma; e a canalização da faixa estendida – 76-88MHz.

Ele explicou quais foram os problemas que apareceram quando se tentou realizar o estabelecimento de premissas que tiveram a ver com os “canais vagos e reserva do plano de FM”; como influência o “canal 6 de TV e RADCOM” e quais os “critérios de flexibilização” e como trabalhar com o “segundo adjacente e interferência de FI”.

A extensão da Faixa de FM foi outro dos temas tratados, trabalhando a frequência “76 a 88 MHz (canais 5 e 6 de TV) pensada para todo o Brasil, mas necessária apenas para os municípios em que o espectro esteja congestionado”.

Cintra disse que já foram estudados quase todos os Estados brasileiros, “ainda restam 3, nesses  estamos trabalhando” assumindo que é necessário garantir a “isonomia de tratamento (todas ou nenhuma)”.

Para finalizar, Cintra disse que o processo está correndo bem, a questão é esperar o desfecho. Nesse ponto, “emitida a autorização de uso de radiofrequência, o canal em ondas médias será devolvido à União em até 60 dias (desligar transmissor)” e “para quem utilizar a faixa estendida, aguarda-se a publicação de ato do Ministério que defina o prazo de transmissão simultânea, nos termos do artigo 8º, §1º, inciso I, do Decreto 8139/2013”.

O SET SUL 2015, Seminário de Tecnologia de broadcast e novas mídias Gerenciamento, produção, transmissão e distribuição de conteúdo eletrônico multimídia, terá importantes palestras, com destaque para o desligamento da TV Analógica, migração das AMs para a faixa FM, 4K, infraestruturas IP e interiorização da TV Digital, entre outros.

O seminário se realiza nos dias 12 e 13 de Maio de 2015 em Curitiba, Paraná, das 9:00 às 19:00H na Universidade Positivo Rua Prof. Pedro Viriato Parigot de Souza, 5300 Curitiba – Paraná, e conta com a parceria Institucional: RPC TV/Universidade Positivo.

Confirma a programação completa em:

http://www.set.org.br/eventos_regionais_sul.asp?ano=2015

Por Fernando Moura, em Curitiba

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s