SET SUL 2015: Os canais HD vão duplicar no Brasil até 2020

Elói Stivalletti (EUTELSAT)

Elói Stivalletti (EUTELSAT)

A parte da tarde do segundo dia do SET SUL 2015 começou com uma palestra dedicada a transmissões satelitais. Nela, Elói Stivalletti (EUTELSAT) explicou aos presentes “como a Eutelsat pode contribuir para a distribuição de sinais digitais das emissoras nacionais e regionais de televisão”.

Ele disse que seguindo a estratégia de expansão na América Latina, a Eutelsat lançará em 2016 para o mercado broadcast o novo satélite Eutelsat 65 West A, que ocupará a posição orbital brasileira aos 65 graus Oeste.

Este satélite aportará ao mercado brasileiro capacidade adicional nesta consolidada vizinhança de vídeo através do emprego das bandas C e Ku planejadas, além da banda Ka. “Teremos suporte local em português para estar mais perto dos nossos clientes”, afirmou.

O Eutelsat 65 West A “terá 24 transponderes que podem ser utilizados tanto no Brasil como em América Latina”, que dependendo as necessidades “assumindo que sempre – devido a la licitação – o 50% da capacidade tem sempre se der para o mercado brasileiro, maiores o menor percentagem para América Latina”.

Outro dos temas tratados por Stivalletti foi a “banda planejada” pensadas para banda Ku e banda C que permitirão até 2019 ter mais um satélite em orbita. A banda planeja ngarante na prática, para todos os países, acesso igualitário. Ela funciona com uma banda de subida e descida maior do que a tradicional que permite, entre outras coisas, ser menos susceptível a interferência terrestre devido a maior distância da faixa de operação do WIMAX em 3.5GHz”; e ainda “disponibilidade de equipamentos de RF e antena no mesmo patamar de preço da faixa padrão”.

O executivo da Eutelsat ainda falou da Banda KU e quais as suas principais vantagens na utilização no mercado broadcast. Para isso deu exemplos de subida de uplink tanto em banda Ku como banda C, falando desta última, explicou os equipamentos técnicos necessários para realizar um uplink em Banda C para a transmissão de 1 canal digital em HD com 12 Mbps.

Ele finalizou a sua palestra afirmando que a empresa fez investimentos muito grandes na América Latina comprando a SATMEX (empresa mexicana), um investimento de mais de um 1 bilhão de dólares, que “mudou totalmente a posição da empresa no Brasil” pelo que “nós estamos colocando como uma opção viável para o mercado com ofertas importantes”.

O SET SUL 2015, Seminário de Tecnologia de broadcast e novas mídias Gerenciamento, produção, transmissão e distribuição de conteúdo eletrônico multimídia, terá importantes palestras, com destaque para o desligamento da TV Analógica, migração das AMs para a faixa FM, 4K, infraestruturas IP e interiorização da TV Digital, entre outros.

O seminário se realiza nos dias 12 e 13 de Maio de 2015 em Curitiba, Paraná, das 9:00 às 19:00H na Universidade Positivo Rua Prof. Pedro Viriato Parigot de Souza, 5300 Curitiba – Paraná, e conta com a parceria Institucional: RPC TV/Universidade Positivo.

Confirma a programação completa em:

http://www.set.org.br/eventos_regionais_sul.asp?ano=2015

Por Fernando Moura, em Curitiba

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s