SET Nordeste analisa arquivamento digital, valor do conteúdo ao vivo na TV e grafismo

publico

A segunda parte da manhã da edição 2016 do SET Nordeste começou com a palestra de Miguel Filho, Gerente de desenvolvimento e integração de soluções na Sony Brasil, que analisou “arquivamento Digital na era Beyond Definition”.

O executivo trouxe à capital cearense as novas tecnologias que permitem realizar o arquivamento digital e afirmou que “a grande maioria do mercado brasileiro utiliza suportes XDCAM, porque ela é uma mídia digital. O segundo suporte mais utilizado é a fita LTO”.

filho

Miguel Filho, Gerente de desenvolvimento e integração de soluções na Sony Brasil

O executivo da Sony Brasil lembrou que, com “as novas demandas de UHD e Beyond Definition, o volume de dados para armazenamento passa a ser maior e surge o desafio de qual tecnologia adotar para guardar as informações de Arquivo/Centro de Documentação”.

Ele disse que a tecnologia da Mídia Óptica de Arquivo (Optical Disc Archive) “oferece uma série de vantagens diante de sua robustez e fácil implementação, viabilizando desde pequenos e simples arquivos até sistemas automatizados”.

Para Miguel Filho, a vantagem desta tecnologia é que “ela foi desenvolvida para ser utilizada em ambiente broadcast” e, por este motivo, tem as características adequadas para a indústria broadcast. “Hoje, trabalhamos com a tecnologia 2, que está evoluindo para chegar em 2022 como um cartucho que tenha a capacidade de ter 12 discos de 1TB cada um.”

Ao final de sua apresentação, o executivo questionou qual seria a melhor opção: utilizar o cartucho XDCAM ou um ODA, e argumentou que “é obvio, [a melhor opção] é o ODA que inclui em um cartucho 30 discos XDCAM reduzindo drasticamente os valores a serem investidos por uma emissora para realizar o arquivamento”.

Valor do conteúdo ao vivo na TV

Alberto Santana, gerente Regional – Latam da Snell Advanced Media (SAM) abordou, no Auditório da FIEC, os “Hot Topics do Mercado: Virtualização, 4K, SDI para IP e Olímpiadas 2016”. O representante da SAM analisou a forma como hardwares COTS são utilizados para a  produção de vídeo ao vivo baseado em IP e aplicativos virtualizados que suportam os requisitos crescentes de transmissão de TV.

santana

Alberto Santana, gerente Regional – Latam da Snell Advanced Media (SAM)

Para ele, “estas novas tecnologias oferecem soluções escaláveis para expandir a quantidade de canais, prevendo um futuro à prova de SD, HD e 4K” e vislumbrando como as mudanças no consumo de vídeo tem mudado as formas de “produção de conteúdo audiovisual” com cada dia maior demanda de “qualidade e conteúdos exclusivos”.

O executivo explicou que as demandas estão mudando e, com isso, é necessário desenvolver estratégias e novas formas de automação de conteúdos e de tráfico de dados “porque, hoje, independentemente do formato, o que importa é que eles possam ser interoperáveis”.

Antes de encerrar a sua apresentação, Santana explicou como a Globosat, a ESPN Brasil, a TV Bandeirantes e a FOX Sports utilizaram equipamentos da SAM durante os Jogos Olímpicos Rio 2016.

Grafismo em grandes formatos de vídeo

Juliano Milanez, Sales Manager da AVID, analisou workflows gráficos para jornalismo e entretenimento na palestra “Unidades Gráficas avançadas e dinâmicas para diversas demandas”. Em sua opinião, a demanda gráfica atual das TV’s e dos veículos de comunicação digital vem sendo mais exigente e requisitando dos fornecedores mais ferramentas, com menos complexidade operacional e com alto índice de rendimento.

“Hoje, o grafismo deixou de ser apenas uma tarja de GC, o grafismo, agora, abrange muitas situações desde interatividade, cenários virtuais, e, assim, é possível trazer um engajamento com o público desde o grafismo (sic)”, comentou Milanez.

milanez

Juliano Milanez, Partners Account Manager da AVID

Para o executivo, as possibilidades gráficas atuais são quase infinitas, mas, “é preciso prestar atenção para não poluir a tela e os conteúdos disponibilizados”, já que é preciso escolher a ferramenta adequada “para que o resultado seja satisfatório na entrega do produto final e no engajamento do publico”.

“A apresentação de notícias mudou porque temos a imersão dentro dela. O grafismo ajuda a criar cenários e a criar formas de apresentação mais imersivas e reais”, concluiu Milanez.

O SET Nordeste 2016

O Seminário de TV digital, Pay TV, TV na internet (OTT), TV Everywhere e Telecom se realiza, de 27 a 28 de setembro, no Auditório da FIEC (Federação das Indústrias do Estado do Ceará), em Fortaleza, Ceará.

Durante os dois dias de palestras, a SET promove encontros que visam o desenvolvimento de tecnologias para o setor de broadcast brasileiro, esperando-se a presença de mais de 200 profissionais da região. Como já é costume nos encontros regionais, durante o evento, a Revista da SET trará aos leitores todas as informações do que se realiza na capital do Ceará.

 

Veja a Programação completa

 

SET NORDESTE 2016

Seminário de TV digital, Pay TV, TV na internet (OTT), TV Everywhere e Telecom
27 e 28 de Setembro de 2016
Av. Barão de Studart,1980 –  Aldeota, FORTALEZA – CE
Horário: 9H às 18H

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s